Eva Blay

Foto da docente Eva Blay, do Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP

Área(s) de pesquisa: Sociologia Urbana; Sociologia das Relações de Gênero; Sociologia da Imigração (Judaica)

Tema(s): cidade; habitação operária; participação política da mulher; violência contra a mulher; feminismo e masculinidade; imigração judaica

Link(s) para site(s): Lattes

E-mail: eblay@usp.br

Minicurrículo:

Possui graduação (1959), mestrado (1969) e doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1973). Fez pós-doutorado na École des Hautes Études en Sciences Sociales, em Paris com apoio da FAPESP em 1995-96. Interregional adviser for the Advancement of Women,Vienna UN Office.

Criou o primeiro curso de graduação e pós graduação sobre a mulher na Universidade de São Paulo.

Foi fundadora e Presidente do Centro de Estudos Rurais e Urbanos (CERU) na década de 1980. Fundou o NEMGE, Núcleo de Estudos da Mulher e Relações Sociais de Gênero do qual foi Coordenadora Cientifica; foi a primeira Presidenta do Conselho Estadual da Condição Feminina do Estado de Paulo (1983-85), Senadora da República entre dezembro de 1992 e janeiro de 1995.

Atualmente é Professora Titular Sênior da Universidade de São Paulo. Indicada para exercer a função de Assessora Sênior do reitor junto à reitoria da Universidade de São Paulo. Coordena O USP MULHERES/ONU. É membro da Câmara temática Interdisciplinar da Mulher do Conselho Regional de Medicina de São Paulo.

Publicou livros e artigos sobre questões urbanas, habitação operaria, participação política da mulher, Violência contra a mulher, Feminismo e masculinidades e Imigração Judaica. É membro de várias associações cientificas internacionais e nacionais. Consultora do grupo de investigação MCCLA ( Mulheres, Cultura, Ciência, Letras e Artes) da Cátedra Convidada Infante Don Henrique pra Estudos Insulares, Atlânticos e a Globalização.

Em 19 de outubro de 2018 recebeu o título de Professora Emérita da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.