A partir da referência ao domínio da produção simbólica, que abrange as representações sociais próprias de um grupo historicamente localizado, esta área de concentração dedica-se à análise das obras e de seus produtores e consumidores; tomados isoladamente ou em suas inter-relações; seja no domínio da arte erudita, popular ou da indústria cultural, seja ainda tomando como objeto a própria vida intelectual. Os trabalhos conduzidos na área contam com diversas abordagens teóricas e metodológicas, e incluem o estudo sociológico de questões ligadas às artes plásticas, música, literatura, teatro, cinema, pensamento social brasileiro e sistemas intelectuais, para mencionar alguns temas recorrentes sem fechar outras possibilidades.